Início > Educação > Programa Jovens Embaixadores – 2011

Programa Jovens Embaixadores – 2011

Professores, assistam e divulgem para seus alunos!

Se possível, programem uma aula para passar o vídeo e  incentivá-los !!!

Programa Jovens Embaixadores 2011

INSTRUÇÕES/INFORMAÇÕES IMPORTANTES  § No estado de São Paulo existe a probabilidade de serem selecionados até 4 alunos dependendo do desempenho dos interessados na prova e no atendimento dos pré-requisitos.
• O programa nos Estados Unidos acontecerá de 7 a 28 de janeiro de 2011, e será dividido em três etapas:
Washington, D.C.: Reuniões/encontros, visita aos principais monumentos e, também, a escolas públicas e projetos sociais, oficinas sobre empreendedorismo e liderança jovem.
Estado-anfitrião: Hospedagem em casas de família, atividades em escolas regulares de ensino, apresentações sobre o Brasil, atividades de lazer.
Washington, D.C.: Apresentação dos projetos elaborados na área de empreendedorismo e liderança jovem e avaliação do programa.
OBSERVAÇÕES:

OS PRAZOS QUE O ALUNO DEVE ATENDER ESTÃO DIVULGADOS NESTE INFORMATIVO.
OS DOCUMENTOS DEVERÃO SER ENTREGUES NA PRÓPRIA ESCOLA ONDE O ALUNO ESTÁ MATRICULADO.
AS DATAS OFICIAIS DO SITE DA EMBAIXADA SÃO APENAS PARA AS INSTITUIÇÕES PARCEIRAS.

1. SOBRE O PROGRAMA:
• Serão selecionados para o programa Jovens Embaixadores 2011 trinta e cinco (35) estudantes, todos do ensino médio na rede pública. Não serão selecionados estudantes de fundações ou da rede privada de ensino, mesmo que sejam bolsistas integrais.

2. PRÉ-REQUISITOS A SEREM PREENCHIDOS INTEGRALMENTE PELO CANDIDATO:
• Ter entre 15 e 18 anos (candidatos não poderão ter mais de 18 ou menos de 15 no dia 7 de janeiro) – anexar cópia da cédula de identidade;
• Jamais ter viajado para o exterior – anexar cópia do passaporte, caso possua um;
• Ter boa fluência oral e escrita em inglês – anexar boletim da escola regular ou do curso de inglês;
• Ser aluno do ensino médio na rede pública – anexar comprovante de matrícula e/ou boletim escolar de TODOS os anos do ensino médio (inclusive as notas do ano letivo de 2010 até o momento da inscrição);
• Pertencer à camada sócio-econômica menos favorecida (apresentar contra-cheques ou cópia do imposto de renda dos pais ou tutores legais);
• Ter excelente desempenho escolar – anexar boletim escolar;
• Ter perfil de liderança, iniciativa e ser comunicativo – anexar carta de recomendação de um professor e/ou diretor da escola – em papel timbrado da escola;
• Possuir boa relação em casa, na escola e na comunidade – anexar carta de recomendação dos pais;
• Estar engajado por pelo menos 1 ano em atividades de responsabilidade social/voluntariado – (anexar declaração do projeto social onde o candidato é voluntário – incluir função desempenhada e desde quando trabalha como voluntário nessa instituição);
• Incluir uma foto colorida e recente (com data) do candidato no formulário inicial do programa.

NOVA ETAPA SELETIVA – A partir desse ano, o processo seletivo para o Programa Jovens Embaixadores passa a incluir uma nova etapa. A primeira etapa agora será o preenchimento de uma ficha de inscrição online. A correção será automática e os aprovados nessa primeira etapa receberão uma resposta:
Positiva: com os links para o formulário de inscrição e a lista das instituições parceiras. Em São Paulo, o aluno deverá realizar a entrega da documentação na Unidade Escolar.
• Negativa: informando o interessado que ele não preenche todos os pré-requisitos e, portanto, não poderá seguir adiante no processo seletivo ao programa.

IMPORTANTE:
Serão desclassificados do processo seletivo:

ü Candidatos cuja ficha de inscrição online não for aprovada;
ü Candidatos que não apresentarem TODOS os documentos comprovando os pré-requisitos;
ü Candidatos que não preencherem em inglês o questionário preliminar;
ü Candidatos cujo nível de inglês não os permitam responder corretamente as questões do questionário preliminar.

CRONOGRAMA DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO
26 de abril Lançamento oficial do Programa.
05 de agosto: Prazo final para que os interessados preencham o formulário de inscrição online e enviem-no para o link a ser fornecido pela Embaixada.
O sistema criado pela Embaixada fará a triagem inicial dos formulários online dando resposta positiva ou negativa para o interessado.
13 de agosto: Prazo final para entrega da documentação e demais comprovantes nas Unidades Escolares.
10 de setembro: Realização do exame escrito em local a ser determinado pela Diretoria de Ensino.
27 de outubro (a confirmar): Anúncio oficial dos nomes dos Jovens Embaixadores que viajarão para os Estados Unidos em janeiro de 2011.
A partir dessa data a listagem completa dos selecionados estará disponível no hotsite do programa www.jovensembaixadores.org , no site da Embaixada www.embaixada-americana.org.br.
A Embaixada envia aos selecionados uma carta oficial confirmando sua participação no programa.

 

Reportagem divulgada e extraída do site da Educação:

Segunda- feira, 11 de maio de 2010 18h00

Programa Jovens Embaixadores esta
com inscrições abertas

Podem participar da ação alunos de escolas públicas
de todo o Brasil; Realizado pela Embaixada Americana,
o programa promove intercâmbio para estudantes
brasileiros representarem o seu país nos Estados Unidos ,
com todas as despesas pagas

 

Estão abertas as inscrições para a 9ª edição do “Programa Jovens Embaixadores”, promovido pela Embaixada dos Estados Unidos, em parceria com os setores público e privado. Voltado a alunos de escolas públicas de todo o Brasil, o programa levará, no início de 2011, 35 estudantes brasileiros aos Estados Unidos por três semanas, com todas as despesas pagas.

Podem participar do programa, jovens entre 15 e 18 anos de idade que estudem na rede pública de ensino; tenham excelente desempenho escolar; possuam engajamento em atividades de responsabilidade social e de voluntariado há pelo menos um ano; tenham boa fluência oral em inglês tenham iniciativa e sejam comunicativos; demonstrem flexibilidade e facilidade para adaptar-se a realidades e culturas diferentes; mantenham bom relacionamento em casa, na escola e na comunidade; e tenham baixa renda familiar.

Neste ano, devido à grande procura pelo programa, a Embaixada Americana incluiu uma nova fase no processo seletivo. Os interessados deverão primeiramente entrar no site da Embaixada ( www.embaixada-americana.org.br < http://www.embaixada-americana.org.br > ) e fazer a inscrição on-line, que contém perguntas básicas para saber se o candidato preenche os pré-requisitos necessários. Caso ele seja aprovado nessa etapa, receberá uma resposta automática com os links para o questionário preliminar e a lista de instituições parceiras onde ele deverá entregar sua documentação completa.

As pré-inscrições devem ser feitas até o dia 5 de agosto no site < http://www.embaixadaamericana.org.br/ya-index.php > . O candidato que passar na pré-seleção, deverá se dirigir à escola em que está matriculado para finalizar o processo de inscrição. Os estudantes podem obter mais informações por meio do site da Cenp (Coordenadoria de Ensino e Normas Pedagógicas), da Secretaria de Estado da Educação: < http://cenp.edunet.sp.gov.br/index.htm > .

Outra novidade é que a partir deste ano, o Brasil passa a receber também Jovens Embaixadores Americanos. Durante três semanas, no período de 2 a 20 de agosto, 12 estudantes americanos visitarão o país em uma programação semelhante à dos brasileiros nos Estados Unidos. Eles começarão pela capital (Brasília), depois serão divididos em sub-grupos e cada um irá para um Estado diferente (3 para o Amazonas, 3 para Pernambuco, 4 para o Paraná e 3 para a Bahia). A programação será encerrada no Rio de Janeiro.

Durante o lançamento oficial da edição 2011 do programa, o embaixador dos EUA no Brasil, Thomas Shannon, anunciou também os jovens embaixadores de edições anteriores que ganharam dez bolsas de estudo para cursos de verão na Cushing Academy, Phillips Exeter Academy, Phillips Academy Andover e Universidade da Califórnia – Riverside e Irvine.

Entre os vencedores está Ellen Deuter Barbosa, 17 anos. Ex-aluna da Escola Estadual Professora Laurentina Lorena Correa da Silva, em Santa Isabel (Grande SP), onde cursou da 5ª a 8ª série do Ensino Fundamental e todo o Ensino Médio, Ellen ganhou um curso de verão na Universidade da California – Irvine. “Foi muito emocionante saber que ganhei. Na hora, chorei. Alguns amigos que fizeram o ‘Jovens Embaixadores’ comigo também ganharam bolsa e dois deles irão para a mesma universidade que eu. Tenho certeza de que novamente, assim como a viagem que fiz pelo programa no ano passado, será uma experiência incrível e enriquecedora, especialmente porque haverá jovens de diversos países”, conta.

Hoje estudante do primeiro ano de direito, Ellen afirma que o programa “Jovens Embaixadores” foi um marco em sua vida. “De certa forma, me tornei um exemplo na minha cidade [Santa Isabel] para os demais alunos da rede pública. É uma forma de demonstrar que quando queremos algo, basta se esforçar e buscar as oportunidades. Aprendi muito com a viagem oferecida pelo programa. Tornei-me muito mais independente e madura. Foi o programa que despertou em mim a vontade de seguir carreira diplomática. É por isso que estou estudando direito. Não é só uma viagem de lazer, é uma viagem de cultura e muito aprendizado”, relata. Ellen embarca para os Estados Unidos em junho e vai fazer um curso de negócios.

O intercâmbio entre Estados Unidos e Brasil promovido pelo programa “Jovens Embaixadores” foi criado em 2002 e hoje já é replicado em outros 1 7 países. Desde que foi lançado, 212 jovens brasileiros já foram beneficiados.

Experiência inesquecível

Conhecer pessoalmente a primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, foi uma experiência inesquecível para a jovem Gabrielle Coelho Vieira Cavalheiro, de 17 anos. Ela foi um dos 35 alunos selecionados no ano passado pelo programa Jovens Embaixadores, entre mais de quatro mil estudantes de escolas públicas de todo Brasil, para participar de um intercâmbio de três semanas nos Estados Unidos no início deste. Em 2009, Gabrielle se formou no 3º ano do Ensino Médio na Escola Estadual Julio Ribeiro, localizada no distrito Cursino da capital paulista, e participou do intercâmbio entre os dias 9 e 31 de janeiro com patrocínio da Embaixada Americana.

Para ela, foi uma experiência que mudou sua vida. “Depois de conhecer um país e pessoas de uma cultura diferente a gente também muda a forma de pensar”, diz Gabrielle, que relata o encontro com a primeira-dama dos EUA como o momento mais marcante da viagem. “Quando disseram que a gente iria conhecer a Michelle Obama não acreditei. Ela nos recebeu na Casa Branca e foi super simpática”, comenta.

O encontro também foi inesquecível para Cintia Denise Granja, de 17 anos, formanda do Ensino Médio na Escola Estadual Profª Helena de Campos Camargo, no município de Indaiatuba, em 2009. “Ela nos contou a história de vida dela. Transpareceu muita humildade, pelo jeito que ela lida com as coisas, apesar da autoridade que ela representa”, disse Cintia.

A simplicidade de Michelle Obama também chamou a atenção de Antonio Joaquim Moreira Junior, de 16 anos, aluno do 3º ano da Escola Estadual Tunico Barão, no município de General Salgado. “A gente esperava uma reunião muito formal, mas ela sentou ao nosso lado, nos abraçou e conversamos uns 20 minutos. Tivemos muito contato com ela”, conta.

Durante a visita, a primeira-dama também respondeu a algumas perguntas do grupo de estudantes, dentre elas a de Júlia Carolina Campos Cardoso, de 17 anos. “Perguntei a ela qual a responsabilidade do Estado e dos pais em relação aos hábitos alimentares das crianças, porque a obesidade infantil é um problema enfrentado pelos Estados Unidos”, conta Júlia, que em 2009 concluiu o Ensino Médio na Escola Estadual David Carneiro Ewbank, no município de Franca.

A visita à primeira-dama na Casa Branca foi uma das várias atividades das quais os jovens embaixadores participaram durante o intercâmbio nos EUA. Os estudantes passaram uma semana na capital Washington DC, onde tiveram a oportunidade de conhecer aspectos da economia e cultura americana, participar de reuniões com autoridades e visitar monumentos históricos. Depois cada estudante seguiu para um Estado americano, onde foi hospedado por famílias locais e frequentou aulas no Ensino Médio.

 

Categorias:Educação
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: